Foto do dia – 19/06

Av. Jundiaí x Av. 9 de Julho

Foto: Oscar Moda.

 

Imigração Japonesa

Na última quarta-feira foi encerrada as comemorações dos 100 anos da Imigração Japonesa em Jundiaí. Várias atividades marcaram a data na cidade, como uma apresentação no Parque da Uva. Veja algumas fotos do evento, que teve instruções de um jogo tradicional japonês (GO) e uma apresentação de taiko (vídeo). Vale a pena conferir as matérias desta semana dos principais jornais da cidade, que trazem relatos interessantes e histórias envolventes de pessoas que enfrentaram muitas dificuldades para formar ao longo dos anos essa importante colônia presente em Jundiaí e em todo o Estado.

Espaço Verde

Jundiaí ganha ‘Espaço Verde’

 

Quem quiser consultar um bom acervo didático sobre o Meio Ambiente terá um local exclusivo na Biblioteca Municipal Professor Nelson Foot, no Complexo Argos.

A Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente foi responsável pela compra do material literário, bem como CDs, DVDs, jogos, livros didáticos para professores e a Secretaria de Educação e Esportes providenciou a mobília para a sala. De acordo com a Luciana Maretti, da Secretaria de Meio Ambiente, as pessoas procuravam material no acervo da secretaria e na Biblioteca Municipal. Dessa forma, surgiu o ´Espaço Verde´ que reúne todo material disponível e vai facilitar a utilização pelos interessados.

Os temas literários disponíveis no ‘Espaço Verde’ serão aquecimento global, fauna, flora, Serra do Japi, Direito Ambiental, Desenvolvimento Sustentável, dentre outros. Segundo Silvia Ribeiro, assessora do Departamento do Meio Ambiente, o acervo do espaço será constantemente atualizado e complementado. A sala será decorada com painéis temáticos e muitas plantas.

 

Acervo já conta com 351 itens

O Espaço Verde já conta com um acervo de 351 itens, entre livros, DVDs, CDs e jogos. O principal objetivo do Espaço Verde é o de se tornar uma referência em pesquisas relacionadas ao meio ambiente.

“Esperamos que crianças, jovens e adultos venham ao Espaço, a fim de consultar o material aqui disponibilizado. Trouxemos o acervo que a secretaria já possuía (entre panfletos ganhos em eventos e teses de doutorado sobre a Serra do Japi), compramos novos itens e recebemos algumas doações da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), SOS Mata Atlântica e Conselho da Reserva da Biosfera da Unesco, além do livro doado pelo jornalista Arnaldo Oliveira”, conta Silvia Ribeiro, outra idealizadora.

Já o prefeito Ary Fossen – junto com os secretários de Planejamento e Meio Ambiente e da Educação, Francisco José Carbonari e José Antônio Galego, respectivamente, e da diretora da Biblioteca, Neizy Cardoso -, ressaltou que Jundiaí já progrediu muito em relação à consciência ambiental. “Espera-se que mais este fruto amadureça e contribua com a qualidade de vida dos jundiaienses, que têm como ícone a Serra do Japi“, disse o prefeito.  

Fonte: Jornal de Jundiaí.

Pioneirismo

Proposta unifica a região, traz verbas e força política

 

O estudo que prevê a criação da Aglomeração Urbana da Região de Jundiaí transforma a cidade em uma espécie de “capital” entre oito municípios vizinhos. A proposta vai promover a integração da região contra problemas estruturais, trazer recursos financeiros e dar mais força política para reivindicações conjuntas.

 

A proposta prevê a organização administrativa de oito municípios vizinhos (além de Jundiaí, Atibaia, Cabreúva, Campo Limpo Paulista, Itupeva, Jarinu, Louveira e Várzea Paulista). A regulamentação da aglomeração urbana de Jundiaí seria a primeira do Estado de São Paulo e deve ocorrer até o final deste ano.

 

“Isso por conta da posição geográfica, pelo fato dos municípios serem limítrofes, terem uma conurbação marcante e uma estrutura ferroviária e rodoviária em comum, além de utilizarem a mesma bacia hidrográfica, afirmou Jurandir Fernandes, especialista da Emplasa.

Fonte: Jornal Bom Dia Jundiaí.

Foto do dia – 12/06

Igreja Matriz

Foto editada do original de João Batista Shimodo, retirada do site Panoramio.

Festa Italiana

No último dia 02 foi comemorado o Dia do Cidadão Ítalo-Jundiaiense, instituído por lei municipal. A comemoração celebrou também a data Nacional da República italiana e os 120 anos da imigração italiana no Brasil.

Em Jundiaí, estima-se que mais de 70% da população é descendente de italianos, que foram (e ainda são) os grandes responsáveis por toda a evolução que a cidade apresenta.

Também nesses últimos dias foi comemorada a tradicional Festa Italiana di Jundiaí, como sempre com muita alegria, música e comida farta. Parabéns a todos os organizadores e voluntários!

Mais nformações sobre a comunidade italiana de Jundiaí? Acesse:

www.circolojundiai.com.br

www.ecco.com.br

Serra do Japi

O prefeito Ary Fossen anunciou quatro novas conquistas voltadas à preservação e consciência ambiental para a cidade de Jundiaí: a imissão de posse da cachoeira da Morangaba; a desapropriação de 320 mil m² de uma área contígua à cachoeira referida, um convênio com a Universidade de Campinas (Unicamp) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) para reformar a Base Ecológica, na Serra do Japi; e a inauguração do Espaço Verde, na Biblioteca Nelson Foot, destinado, especialmente, para trabalhos de conscientização ambiental para crianças.

Segundo o secretário de Planejamento e Meio Ambiente, Francisco José Carbonari, desde que o prefeito Ary Fossen assumiu a Prefeitura, este é o quarto ano consecutivo que ele anuncia medidas de políticas públicas ambientais. 

“No Espaço Verde reuniremos todo acervo didático de meio ambiente, visando a questão de pesquisa educacional e ambiental. Uma vez por mês haverá, no local, oficinas destinadas às crianças e adultos.”

Em relação à reforma da Base Ecológica, Carbonari explicou que a Fapesp repassará recursos na ordem de R$ 200 mil para equipar o espaço para que sejam realizadas pesquisas científicas.

Fonte: Prefeitura de Jundiaí